15°C 26°C
Três Marias, MG
Publicidade

Jogo da Patrocinense é investigado por manipulação de resultados

Uma partida válida pela Série D do Campeonato Brasileiro é investigada pela Polícia Federal

27/06/2024 às 07h25
Por: Carlos ball Fonte: patosgaora
Compartilhe:
Jogo da Patrocinense é investigado por manipulação de resultados

Uma partida válida pela Série D do Campeonato Brasileiro é investigada pela Polícia Federal por suspeita de manipulação de resultados. Conforme apurado pelo ge, o jogo em questão é o duelo entre Inter de Limeira e Patrocinense, pelo grupo A7, vencido pelo time paulista por 3 a 0.

Nesta quarta-feira, a PF deflagrou a Operação Jogo Limpo e cumpriu 11 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça do Estado de São Paulo, nas cidades de Patrocínio, São José do Rio Preto-SP, São Paulo, Rio de Janeiro, Tanguá-RJ e Nova Friburgo-RJ.

Segundo investigadores informaram ao g1, os alvos incluem jogadores, empresário e o técnico que comandava o Patrocinense na época da partida. Há, também, buscas na sede do time em Patrocínio.

Ao ge, o presidente do Patrocinense, Roberto Avatar, confirmou a investigação na sede do clube e disse que o CAP colabora com a Polícia Federal. O clube deve se manifestar de forma oficial nas próximas horas.

Segundo a Polícia Federal, a investigação teve início por meio de ofício da CBF, que encaminhou à PF um relatório da Sportradar, empresa especializada na detecção de fraudes relacionadas a apostas e identificação de manipulação de resultados esportivo.

O documento reportou que os apostadores detinham conhecimento prévio de que determinada equipe viria a perder o primeiro tempo da partida por ao menos dois gols. De acordo com a empresa, 99% da tentativa da rotatividade no mercado de “totais de gols do primeiro tempo” nesta partida foi para tal resultado.

Durante a partida, disputada no dia 1º de junho, o Patrocinense sofreu três gols ainda no primeiro tempo, sendo um deles, contra. Lucas Café marcou os dois primeiros para a Inter, e nos acréscimos, Richard Bala mandou contra as próprias redes. 

Na época da partida, a gestão do futebol do Patrocinense era realizada pela empresa Air Golden, do empresário Anderson Ibrahim. A parceria entre o clube e a empresa foi desfeita um dia depois do jogo. O ge procurou Ibrahim para comentar as investigações e aguarda retorno.

Em nota, a Inter de Limeira afirmou que "está ciente das investigações relacionadas à partida" e se colocou à disposição das autoridades.

— Reiteramos nosso compromisso com a ética e a transparência no esporte e nos colocamos totalmente à disposição das autoridades competentes para colaborar com qualquer esclarecimento necessário. A Internacional de Limeira reafirma seu compromisso com o futebol limpo e correto, esperando que todas as questões sejam devidamente apuradas e esclarecida — completa a nota.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários